Acessa o Facebook todos os dias? O que leva você a fazer isso?

0
1850

vício-facebook

O que leva você a acessar com frequência o Facebook? Notícias? Jogos? Feedback sobre as suas mensagens? A chance de conhecer novas pessoas?

Se a sua resposta for sim para algumas das perguntas acima, você pode estar sim dependente da maior rede social do mundo, o Facebook. Mas isso não é necessariamente uma coisa ruim, diz Âmbar Ferris, professora assistente de comunicação da Universidade do Colégio de Akron Wayne.

Ferris, que estuda as tendências dos usuários da rede, diz que quanto mais as pessoas usam o Facebook para cumprir seus objetivos, mais dependentes elas se tornam. A professora explica que tal dependência não é equivalente a um vício. Em vez disso, é a razão pela qual as pessoas usam o Facebook que determina o nível de dependência delas em relação à rede social. O estudo descobriu que o motivo “conhecer novas pessoas” era capaz de provocar mais dependentes pelo mundo.

Como o estudo foi realizado

Para identificar os fatores de dependência, Ferris e Erin Hollenbaugh, um professor associado de Comunicação na Universidade Estadual Kent em Stark, estudaram 301 usuários do Facebook entre as idades de 18 e 68 anos que postam no site pelo menos uma vez por mês. Eles descobriram que aqueles que percebem o Facebook como útil na obtenção de uma melhor autocompreensão visitam o site justamente para conhecer novas pessoas e para chamar a atenção dos outros. Além disso, as pessoas que usam o Facebook para obter uma compreensão mais profunda de si mesmas tendem a ter personalidades agradáveis, mas menor autoestima.

“Eles podem postar que foram à academia. Talvez compartilhem um post expressando uma certa posição política ou desafio pessoal que estão enfrentando. Eles contam com o feedback de amigos do Facebook para entender melhor a si mesmos”, diz Ferris.

Ferris explica que alguns usuários observam como os outros lidam com problemas e situações semelhantes à sua própria para “obter ideias sobre como abordar os outros em situações importantes e difíceis.”

Os usuários mais extrovertidos do Facebook

Hollenbaugh também descobriu traços de personalidade comuns entre tipos específicos de usuários do Facebook. Por exemplo, as pessoas que usam o Facebook para estabelecer novas relações tendem a ser mais extrovertidas. Os extrovertidos são mais abertos a compartilhar suas informações pessoais on-line, mas nem sempre são honestos com suas revelações, diz Ferris.

Segundo ela, as mensagens mais positivas on-line vêm daqueles que têm autoestima elevada.

“Aqueles que mais postam e são mais positivos nos posts o fazem para ficarem conectados com pessoas que já conhecem e também para garantir a atenção dos outros”, diz Ferris. “Isso faz muito sentido – se você está feliz com sua vida, é mais propenso a querer compartilhar essa felicidade com os outros nas mídias sociais.”

Agora, você se preocupa se esse “acessar todos os dias” pode ser excessivo e te causar problemas? Leia isso e descubra se o Facebook tem alguma relação com a depressão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here