Aneurisma cerebral: reconheça os sintomas e saiba como se prevenir

3
839

aneurisma-cerebral

Muitas pessoas procuram o neurologista ou neurocirurgião por conta de dores de cabeça. Uma pergunta bastante comum no consultório é: doutor, essa minha dor de cabeça não pode ser um aneurisma cerebral?

A dúvida faz sentido tendo em vista que a ocorrência do aneurisma cerebral é mais comum do que se pensava há alguns anos atrás, além de estar associado a complicações muito graves.

O que é um aneurisma cerebral?

O aneurisma cerebral é uma dilatação em uma artéria do cérebro, muitas vezes móvel, e que se enche de sangue. Surge a partir de um ponto fraco ou fino na parede deste vaso.

Na maioria das vezes, o aneurisma se forma na bifurcação do vaso sanguíneo, ou seja, onde ele se ramifica em vasos menores. A maior parte dos aneurismas está ligada ao vaso de origem por uma porção mais afilada, o colo, de suma importância quando se vai estudar a melhor estratégia de tratamento.

Tipos de aneurismas cerebrais

Os aneurismas são classificados com base em vários fatores, como forma e localização. Alguns têm uma forma simples, semelhante a um balão. Os chamados aneurismas saculares. Outros tipos fazem com que a artéria se alargue: os fusiformes.

aneurisma-cerebral-sacular
A ilustração mostra um aneurisma sacular

Alguns têm uma forma regular e lisa, como uma única uva. Outros são irregulares e têm muitos lóbulos, semelhantes a um cacho. O aneurisma pode se localizar na porção profunda do cérebro ou mais superficialmente, próximo ao córtex.

Outra classificação importante dos aneurismas é quanto ao tamanho. Este pode variar de pequenos milímetros, nos chamados aneurismas “baby”, até vários centímetros, como ocorre nos aneurismas gigantes.

classificacao-aneurimas-cerebrais
Classificação dos aneurismas cerebrais em relação ao tamanho (SANTOS et al., 2011)

Ainda é possível caracterizar os aneurismas cerebrais de acordo com o agente causador, como é o caso dos aneurismas micóticos, relacionados a infecções, e dos aneurismas traumáticos.


Quais os principais sintomas?

A maioria dos aneurismas cerebrais não apresenta sintomas até que se tornem muito grandes ou se rompam. Os aneurismas pequenos e estáveis ​​geralmente passarão despercebidos, enquanto que um aneurisma maior, em crescimento, pode pressionar nervos e áreas importantes do sistema nervoso central.

O rompimento de um aneurisma cerebral é um acontecimento extremamente grave, capaz de levar a óbito mais de 50% dos pacientes, minutos, horas ou dias após o ictus, em virtude de diversas complicações.

A seguir, uma lista com alguns dos principais sintomas associados a aneurismas cerebrais:

sintomas-aneurimas-cerebrais

O que causa o aneurisma cerebral?

A causa exata da formação do aneurisma cerebral permanece um tanto obscura. Acredita-se que um conjunto de fatores congênitos e adquiridos contribua para sua formação.

Entre os fatores modificáveis para a formação do aneurisma e sua ruptura, temos a hipertensão arterial, o tabagismo, o consumo de álcool excessivo e, possivelmente, uso de estrogênios, cocaína e cafeína.

Dentre os fatores de risco não modificáveis, temos o antecedente familiar de hemorragia subaracnóidea espontânea, que aumenta a incidência de ruptura para algo em torno de 8% caso a pessoa tenha dois familiares com história prévia. Algumas síndromes também aumentam a ocorrência de aneurismas, como a Doença dos Rins Policísticos e as síndromes do colágeno Ehlers-Danlos do tipo IV e Marfan.

Sabe-se que mulheres são até 2 vezes mais propensas às complicações dos aneurismas que os homens. A idade mais comum é a partir dos 45 anos.

Alguns estudos científicos mostram que aneurismas se rompem mais em épocas frias, como o inverno. Isso se deve provavelmente ao aumento das reações adrenérgicas nesse período, que nada mais são que reações de estresse, liberação de adrenalina no sangue, provocando um aumento relativo da pressão arterial, predispondo à ruptura do aneurisma cerebral.

Aneurisma cerebral: como se prevenir?

Quando uma pessoa procura o pronto atendimento com uma dor de cabeça intensa e sem precedentes, associada ou não a qualquer um dos sintomas descritos neste artigo, é necessário investigar mais.

A tomografia de crânio deve ser realizada. Caso haja evidência de hemorragia intracraniana, especialmente a hemorragia subaracnóide, sem história de traumatismos, a chance de ser um aneurisma cerebral roto é superior a 75%.

Exames como a tomografia de crânio, angiotomografia, angiorressonância, arteriografia cerebral e punção liquórica lombar servem, portanto, para diagnosticar e prevenir complicações relacionadas aos aneurismas cerebrais.

Mas, e se a pessoa não apresentar nenhum sintoma? Como saber se possui um aneurisma cerebral? Sem história familiar ou antecedentes pessoais positivos, a investigação preventiva não está indicada.

prevenir-aneurisma-cerebral
Hábitos saudáveis para prevenir aneurismas cerebrais

Para você que não se encaixa nesses critérios, adotar uma dieta saudável, com abundância de frutas, grãos integrais e vegetais, pode ser útil para evitar a formação de um aneurisma. Carnes e aves com baixo teor de gordura saturada e colesterol são boas opções de proteína. Os produtos lácteos com baixo teor de gordura também são benéficos.

O exercício físico regular, especialmente o aeróbico, estimula a circulação sanguínea através do coração e vasos sanguíneos, inclusive os intracranianos.

Se você fuma, pense seriamente em parar. Eliminar o tabaco pode diminuir o risco de um aneurisma cerebral em 10 vezes.

E não deixe de consultar seu médico para os exames anuais.

 

COMPARTILHAR
Leonardo Faria

Neurocirurgião que atua na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Membro-sócio titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia. Idealizador e CEO da Clínica MeuCérebro.

3 COMENTÁRIOS

  1. A sensação de o cérebro estar solto dentro do crânio e o mínimo ruído parecer um estrondo têm ligação com sintomas de aneurisma? Passei por isso, meu CPK foi a 653. Estava sendo submetido a mais de uma ano a forte pressão exercida por uma diretora que me perseguia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here