A Daniela Malagoli, jornalista do Meu Cérebro, entrevista a especialista Isabella Nonato, nutricionista da Universidade Federal de Uberlândia, sobre alimentos bons para o cérebro de quem estuda.

Especificamente, o objetivo da entrevista foi apontar três alimentos simples que podemos comer antes de uma atividade cognitiva, ou seja, uma tarefa que irá exigir concentração, raciocínio ou memorização.

O primeiro alimento é o pão integral, fonte de fibras e glicose, o combustível do cérebro. A glicose é a principal fonte de energia para o sistema nervoso e o pão integral oferece esse nutriente com abundância, mas sem gerar picos de glicemia exagerados, o que poderia prejudicar o equilíbrio metabólico cerebral.

O segundo alimento é o peixe de água profunda, como sardinha e salmão. Especialmente a sardinha é um peixe acessível, rico em ômega-3, um composto lipídico que participa da estrutura dos neurônios, e propicia indiretamente então a transmissão sináptica.

O terceiro alimento é o ovo, rico em colina, substância imprescindível para a síntese do neurotransmissor acetilcolina, dentre outras coisas, envolvido com o fenômeno cognitivo da aprendizagem.

Confira o vídeo na íntegra e dê sua opinião. Ah, vale lembrar que a regularidade na alimentação equilibrada e saudável é fundamental. Fica a dica!

Sobre o Mentor

Daniela Malagoli

Graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Mestre em Comunicação Pública da Ciência, também pela UFU. Atualmente é mentora de comunicação para profissionais de saúde e jornalista do site Meu Cérebro. Produz artigos científicos, reportagens e entrevistas com especialistas.

Artigos do Mentor