Alimentos que causam enxaqueca: conheça os principais

3
652

Dores de cabeça são inconvenientes e quem tem enxaqueca experimenta isso em nível mais intenso. As causas não são totalmente claras para a ciência: acredita-se que pode ser consequência de uma “falha cerebral”, uma interferência na comunicação entre os neurônios, envolvendo neurotransmissores e vasos sanguíneos no cérebro. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que um em cada sete adultos tenha enxaqueca.

Alimentos que causam enxaqueca

O problema está relacionado em parte com questões genéticas, que acabam fugindo do nosso controle. Por outro lado, existem algumas situações que funcionam como gatilho para que a dor apareça. Em alguns casos, esses gatilhos podem ser evitados.

As mudanças hormonais são uma das causas (por isso mulheres podem apresentar os sintomas durante a menstruação). Além disso, há também questões emocionais (estresse, ansiedade, depressão e outros), causas físicas (cansaço, má postura, dormir pouco e mal), certos tipos de medicamentos e fatores do ambiente (como luzes muito intensas, algum cheiro forte e mudança de temperatura).

A ciência já constatou também que a ingestão de certos tipos de alimentos pode ser a deixa para que uma crise de enxaqueca dê as caras. É sobre isso que iremos falar a partir de agora.

Carnes curadas ou processadas

Salsichas são exemplos destes tipos de alimentos que podem conter um conservante chamado nitrato de sódio. A suspeita é que esta substância pode causar alterações químicas no cérebro que podem contribuir para que a dor de cabeça surja.

Comidas envelhecidas

Comidas "envelhecidas" podem causar enxaqueca

A tiramina é uma substância encontrada em alguns alimentos, especialmente os envelhecidos e fermentados, como peixes defumados, carnes curadas, queijos envelhecidos e alguns tipos de cerveja. No geral, alimentos ricos em proteína podem ter mais tiramina se não forem resfriados o suficiente ou estiverem guardados há muito tempo.

Essa relação entre tiramina e dores de cabeça associadas à enxaqueca é apontada por pesquisas desde a década de 60. A tiramina é uma monoamina. Nosso organismo contém a monoamina oxidase (MAO), enzima que destrói a monoamina. Observou-se que algumas pessoas com enxaqueca e, ao mesmo tempo, deficiência de MAO, sentiram dor de cabeça depois de comer alimentos com tiramina.

Cafeína é vilã?

Quando falamos em enxaqueca, a cafeína pode agir de diferentes maneiras. Existem relatos de pacientes que conseguiram interromper um ataque de dor tomando uma xícara de café forte. Não é de se estranhar, afinal, a cafeína está presente em muitos remédios contra a dor de cabeça. Por outro lado, não se pode afirmar que ela, por si só, seja capaz de aliviar a dor, porque não existem estudos suficientes para confirmar isto, apesar de aparentemente ela parecer trazer alívio a quem sente dor de cabeça.

É importante lembrar que os efeitos da cafeína no cérebro podem variar, de acordo com a quantidade que consumimos. Um pouco de vez em quando pode trazer alívio, mas tomar diariamente ou quase todos os dias pode tornar o cérebro mais resistente, e uma mesma dose vai se tornando cada vez menos suficiente para aliviar a dor.

Cafeína causa enxaqueca

Quando o cérebro “fica na expectativa” esperando que uma outra dose de cafeína venha logo, acaba desenvolvendo uma dependência. Podem aparecer sintomas da crise de abstinência de café, que são justamente dor de cabeça, náuseas, dificuldade de concentração e outros semelhantes ao quadro de enxaqueca.

Já ouviu falar da “enxaqueca de fim de semana”? Ela é um exemplo dessa abstinência. Os ataques costumam acontecer aos sábados ou domingos, quando a pessoa pode acordar mais tarde e se atrasa para tomar o cafézinho de cada manhã.

Chocolate

O alimento querido por muita gente tem cafeína e outros elementos que, segundo especialista, podem abrir portas para uma crise de enxaqueca, como taninos e feniletilamina. Mas isso não é consenso: existem estudos mostrando que se for ingerido com moderação não representa tanto risco, mesmo tendo cafeína.

Outro detalhe importante: existe a possibilidade de que o desejo de comer doces seja um sinal que vem antes da enxaqueca em si, um sintoma que antecede a chegada da crise. Por isso, algumas pessoas podem estar confundindo e acreditando que o chocolate consumido foi a causa da crise, quando foi só resultado de um desejo por doce que já sinalizava que ela viria. Não há comprovação definitiva de que o chocolate cause ou não a enxaqueca.

Álcool e enxaqueca

Álcool e enxaqueca

Ainda não está totalmente claro porque o álcool pode ser gatilho para a enxaqueca, mas provavelmente muitas questões estão envolvidas. Primeiro, os subprodutos do álcool, denominados congêneres, vem sendo associados a dores de cabeça. As bebidas alcoólicas mais escuras, como o vinho tinto, uísque e conhaque costumam ter maior quantidade desses congêneres. Mas não são só estas bebidas que podem causar problemas: espumantes, cervejas e destilados, por exemplo, também podem facilitar o aparecimento da enxaqueca.

Outro fator que incrimina o álcool é que ele tem histamina e ainda estimula o corpo a produzir mais dela, o que potencializa inflamações por todo o organismo. Além disso, o etanol, quando entra no corpo, é convertido em um produto químico que pode levar à enxaqueca.

Observe seus hábitos alimentares

Além das comidas, bebidas e substâncias citadas acima, existem relatos de enxaqueca após ingerir frutas cítricas, feijões, ervilhas, lentilhas, adoçantes artificiais e outros alimentos. Não há regra definitiva e cada pessoa pode ter alimentos específicos que costumam ser gatilhos para a enxaqueca. Alguns especialistas afirmam que a cafeína e álcool são os que, de fato, costumam ocasionar o problema.

Uma dica é fazer um diário da enxaqueca e tentar se lembrar do que comeu no período próximo ao aparecimento de uma crise. Fazendo isto, é possível observar os alimentos que causam dores de cabeça com frequência e não correr o risco de ser surpreendido por esse efeito negativo de alguma comida ou bebida, algo que poderia ser evitado.

Outro fator que costuma levar a dores de cabeça é ficar sem comer por muito tempo. É importante se organizar para sempre, na medida do possível, comer nas horas certas ou recomendadas pela nutricionista e não passar muito tempo em jejum.

COMPARTILHAR
Letícia Brito
Estudante de Comunicação Social - habilitação em Jornalismo, na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Estagiária de reportagem em TV, apresentadora de boletim de notícias e colunista do MeuCérebro.

3 COMENTÁRIOS

  1. Artigo bem completo. Sofro com a enxaqueca desde a adolescência e percebo alguns itens como gatilhos: tensão, muito tempo sem comer, barulhos extremos, claridade/luzes fortes, chocolate (mais do que o necessário), vinho…

  2. Muito bom, eu sofro de enxaqueca e além dos embutidos os temperos prontos também desencadeam minhas enxaquecas, no entanto uso café sem problemas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here