Branco, ao leite ou amargo? Entenda como o chocolate age no cérebro e beneficia o corpo

0
818

Como o chocolate age no cérebro? Quais os benefícios para o coração? Branco, ao leite ou amargo, qual o melhor? O chocolate é um dos alimentos preferidos de muitas pessoas e, pelo visto, continuará sendo…

O chocolate é caracterizado muitas vezes por aliviar a tensão, levantar o humor e causar sensação de prazer. Devido a essas propriedades, é bastante consumido nos dias atuais e muitas pessoas o ingerem durante momentos de estresse emocional.

comer chocolate
Por que devo comer chocolate?

Como o chocolate age no cérebro?

Pesquisas revelam que o chocolate pode exercer efeitos mais complexos do que a mera satisfação gustativa. Atualmente, sabe-se que o chocolate, devido a suas características nutricionais e sensoriais, pode causar alterações na atividade cerebral produzindo mudanças no humor.

Isso ocorre porque ele age diretamente no cérebro, estimula a liberação de dopaminas e endorfinas associadas a sentimentos de bem-estar e prazer, fazendo com que a pessoa de fato se sinta melhor. De acordo com a Georgia Health Sciences University, esse tipo de resposta ocorre até quando a pessoa pensa em ingerir o chocolate, antes mesmo de colocá-lo na boca. Ocorre, segundo o estudo da própria universidade, uma elevação paralela da frequência cardíaca.

Um estudo entrevistou 1.367 homens, levantando dados sobre a saúde, satisfação de vida e estado emocional, como felicidade e solidão. Durante o questionário perguntava-se sobre a ingestão e preferência por determinados tipos de doces. Você já consegue antecipar a conclusão? Aqueles que preferiram o chocolate, majoritariamente, apresentaram menores tendências a depressão e solidão, além de demostrarem uma perspectiva mais otimista sobre a vida.

A explicação para esses efeitos: o chocolate age no sistema límbico – parte do cérebro que controla as emoções – produzindo o sentimento de felicidade através do triptofano, aminoácido essencial presente neste tipo de alimento. O triptofano está envolvido na produção de determinados neurotransmissores relacionados à modulação do humor, especialmente a serotonina.

Benefícios do chocolate para o coração

Diante de todo o sabor e da satisfação propiciada pela sua ingestão, investigadores buscaram compreender qual a ação sistêmica do chocolate. Diversos estudos apontaram para um efeito cardioprotetor obtido a partir dos flavonoides, substâncias presentes no cacau e que melhoram a função endotelial (camada que reveste e protege os vasos sanguíneos internamente). Tais substâncias são capazes de diminuir a hipertensão e reduzir o risco de doença cardíaca.

Chocolate branco, ao leite ou amargo?

chocolata branco, amargo ao leite.

O chocolate amargo possui de duas a quatro vezes mais quantidade de flavonoides do que o chocolate ao leite,. Aquele, portanto, está mais relacionado com os potenciais benefícios dessa substância. Além disso, o chocolate ao leite possui concentrações maiores de manteiga e adoçante que podem ser prejudiciais. O chocolate branco, por sua vez, não contém cacau, e por isso não está relacionado com a capacidade antioxidante dos flavonoides.

Mas nem tudo são rosas!

Muitos estudos apontam para uma possível associação entre o cacau e a promoção de proteção para a saúde do coração. No entanto, existem outros ingredientes na composição do chocolate que atribuem a ele características menos saudáveis, tais como gorduras e açúcares que proporcionam um elevado aporte de calorias podendo aumentar os níveis sanguíneos do chamado “colesterol ruim”. Dessa forma, poderiam contribuir para o desenvolvimento da obesidade e do diabetes. Os especialistas alertam: o consumo de chocolate deve ocorrer de forma moderada.

Resumindo…

O chocolate é um dos alimentos preferidos de muitas pessoas e, pelo visto, continuará sendo. Sabe-se que o chocolate estimula a liberação de endorfinas causando sensação de bem-estar e prazer. Essas características despertaram muitas pesquisas sobre sua ação no nosso organismo, e os resultados mostram que existem aspectos positivos e negativos associados à ingestão do chocolate.

Ainda há um longo caminho a ser percorrido antes de se compreender todos esses efeitos, porém é consenso que o consumo equilibrado pode trazer benefícios a saúde de modo geral. Portanto, aproveite sem culpa, mas com moderação.

Fontes: How Stuff Works, Medical Wellness Association

Imagensimagem 1imagem 2

COMPARTILHAR
LISAM-UFU
A Liga Acadêmica de Saúde Mental da Universidade Federal de Uberlândia (LISAM-UFU) é dedicada a estudar os diversos transtornos e diferentes assuntos da área da Saúde Mental (tão importante e influente na saúde humana) e trazer ao público eventos e atividades que permitam maior conhecimento sobre esse tema.
avatar
  Subscribe  
Notificar