Um teste para a inteligência emocional

8
1558

Você é capaz de identificar as emoções através da expressão no rosto das pessoas? Apesar do teste ser uma tentativa de racionalizar essa prática, saiba que o cérebro faz isso inconscientemente, muitas vezes durante o dia. Importante: isso acaba definindo nossas relações sociais.

Então vamos lá…

Qual rosto parece mais preocupado?

inteligência emocional emoções
Neymar, Kim Jong-un, Dilma Roussef ou Thammy Miranda? Como você avaliaria essas expressões faciais?

A imagem é uma brincadeira, com algum “fundo de verdade”. Ela ilustra um dos tópicos a serem avaliados quando se pretende descobrir o nível de inteligência emocional de alguém. Tudo começou quando, interessados em desenvolver uma teoria que organizasse as inúmeras tentativas de descobrir diferenças individuais nos processos relacionados à emoção, alguns estudiosos da mente propuseram um modelo de quatro capacidades para se analisar e definir quão emocionalmente inteligente é determinada pessoa.

Esse modelo admite que os indivíduos diferem na maneira de utilizar cada uma dessas aptidões. As capacidades são descritas a seguir, conforme artigo publicado em 2007:

  1. A primeira capacidade refere-se à percepção, avaliação e expressão da emoção, ou seja, a identificação das emoções e do conteúdo emocional, nas expressões faciais, no tom de voz, nas expressões artísticas, nos relatos das pessoas e nos comportamentos, tanto em si mesmo, como nos outros. Nos testes propostos para avaliar esta capacidade, a pessoa vê uma imagem e deve relatar a quantidade de conteúdo emocional, estimando a intensidade de sentimentos como tristeza, medo, dentre outros (Mayer, Caruso & Salovey, 2002);
  2. A segunda capacidade refere-se ao uso da emoção para facilitação do pensamento, isto é, à capacidade de acessar e gerar emoções de tal forma a ajudar os processos do pensamento. Essa capacidade diz respeito ao emprego de emoções que potencialmente auxiliam o processo intelectual, seja para sinalizar eventos significativos ou para dirigir a atenção para mudanças importantes. Ainda nesse sentido, essa faceta pode ser compreendida como a capacidade das pessoas originarem sentimentos nelas mesmas permitindo assim, uma inspeção imediata, em tempo real, do sentimento e de suas características em uma determinada situação vivenciada;
  3. A compreensão e a análise das emoções, a terceira capacidade, diz respeito ao conhecimento sobre as emoções, desde seus aspectos básicos, tais como, discriminação e nomeação de emoções primárias, por exemplo, raiva, medo, alegria, aversão, antecipação até as nuances mais complexas tais como, combinações/misturas de emoções, transições/mudanças de emoções e associações delas com os eventos sociais-relacionais que as provocam. Sob esta perspectiva, a tristeza pode estar ligada a uma perda, assim como a raiva pode ser frequentemente vista como originária da injustiça. Em relação a essa capacidade, Mayer e Salovey (1999) afirmam que as emoções tendem a ocorrer em cadeias padronizadas, como, por exemplo, o caso da raiva que, se intensificada, pode chegar ao ódio, posteriormente ser extravasada, e depois se transformar em satisfação ou culpa, de acordo com a especificidade da situação;
  4. A quarta capacidade que compõe a inteligência emocional diz respeito ao controle reflexivo de emoções para promover o crescimento emocional e intelectual. Ela está relacionada ao fato de uma pessoa estar receptiva aos sentimentos, uma vez que a preocupação com os sentimentos pode levar à aprendizagem sobre eles. Essa habilidade também apresenta relações com a capacidade do indivíduo envolver-se reflexivamente ou distanciar-se da emoção dependendo da sua informação e da sua utilidade. Para Mayer, Caruso e Salovey (2002), os testes de administração de emoções dizem respeito à melhor maneira de regular as emoções em si e nos outros. Nesse sentido, a administração de emoções envolve o entendimento das implicações de suas atitudes sobre as emoções, assim como a regulação destas em si e no outro.

Não sei para você, mas a presidenta Dilma Roussef aparenta uma preocupação um pouco mais explícita, segundo as imagens do artigo. Às vezes é difícil não? Definir o que uma pessoa está sentindo sem perguntar? Identificar emoções como alegria e tristeza é, até certo ponto, fácil. Entretanto, quando os sentimentos se misturam e sofrem interferência de filtros racionais, fica um pouco mais complicado. É o caso do sorriso dissimulado, da inveja, do desapontamento, do sarcasmo, da ironia e de tantos outros. Vale a pena treinar. Mas como? Talvez, convivendo mais com as pessoas, interagindo, comunicando-se.[/column]

Confira o artigo científico completo: Análise dos Itens do Mayer-Salovey-Caruso Emotional Intelligence Test: Escalas da Área Estratégica

Imagens: goo.gl/tp9aIngoo.gl/2ipp1Sgoo.gl/irurgo, goo.gl/Qg491b

COMPARTILHAR
Leonardo Faria
Neurocirurgião que atua na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Membro-sócio titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia. Idealizador e CEO do site Meu Cérebro.
avatar
6 Comentários
2 Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais popular
Comentário em alta
6 Comentários dos autores
AyllaRosangelaLetLeonardo FariaFrigg Comentários recentes dos autores
  Subscribe  
mais recente mais antigo mais votado
Notificar
Aylla
Aylla

“Não sei para você, mas a presidenta Dilma Roussef aparenta uma preocupação um pouco mais explícita, segundo as imagens do artigo”…Ao meu ver não, percebe? é relativo, se formos pensar em “projeção” talvez seja como você está se sentindo, não o personagem num flash de segundo numa foto da qual não sabemos as circunstâncias… Interpretação ao que chamamos de “selvagem”. Ou então caberia a interpretação do Figg!! Porque não? assim como você viu preocupação, eu não vi e Frigg interpretou de acordo a ideologia política! Interpretação de sinais de expressão é um estudo bastante aprofundado que engloba vários aspectos!

Rosangela
Rosangela

O problema das pessoas é que vêem maldade em tudo. Acredito que uma pessoa inteligente emocionalmente pode moldar sua expressão como bem lhe convir. Estou certa?

Let
Let

Qual é o problema da presidente aparecer do lado de uma trans? Por um acaso trans é uma aberração da sociedade? Por um acaso vai “sujar” a imagem da presidente aparecer ao lado dela? Acho que não…

Frigg
Frigg

Pegadinha do malandro, nao tem o teste! Pretexto pra colocar Dilma entre um ditador e uma trans…

Frigg
Frigg

Uso político da revista. Lamentável a manipulaçâo.